< Voltar

Entenda a importância de fazer um seguro de transporte de carga

Devido aos inúmeros riscos aos quais as operações logísticas estão expostas, a contratação de um seguro de transporte de carga tem extrema importância no mercado atual.

Para que as empresas alcancem os melhores resultados, é preciso conhecer os tipos de seguros, qual a cobertura que eles oferecem e quais critérios devem orientar a escolha da seguradora ideal.

Por isso, preparamos um artigo para explicar qual é a importância do seguro de transporte de carga, reunindo todas as informações necessárias para que as empresas possam implementar boas práticas. Confira!

Por que fazer um seguro de transporte de carga é importante?

Os riscos aos quais as empresas e suas mercadorias estão expostos durante as operações que envolvem o transporte, a distribuição e o armazenamento de mercadorias são bastante conhecidos pelas empresas.

Há tempos, os gestores responsáveis pela condução da cadeia logística enfrentam os desafios impostos pela má condição das estradas brasileiras, pela ocorrência de sinistros e acidentes e pelo aumento crescente no roubo de cargas, entre outros.

Segundo uma a pesquisa realizada recentemente no Reino Unido, o Brasil é o oitavo país mais perigoso do mundo para o transporte e a distribuição de cargas.

De acordo com o que foi apurado pelos pesquisadores, se o estudo desconsiderasse os países em situação de guerra civil, o Brasil estaria no primeiro lugar da lista.

A contratação de um seguro de transporte de carga é uma exigência estratégica, que visa à redução ou à eliminação dos prejuízos possíveis diante de um problema que venha a acontecer com os veículos ou com as mercadorias.

Vamos entender melhor essa questão agora, identificando quais são os tipos de seguro praticados no Brasil quando o assunto é transporte de cargas.

Quais são os tipos de seguro existentes no Brasil?

De maneira geral, as coberturas oferecidas pelo seguro de transporte de carga oferecem, separadamente, proteção quanto aos danos causados por acidentes e quanto ao roubo e ao desaparecimento da carga.

Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga (RCTR-C)

O RCTR-C é um seguro de responsabilidade das empresas transportadoras, destinado a compensar os danos aos veículos causados por colisões, capotagens, tombamentos, abalroamentos, explosões ou incêndios.

O decreto de número 61.867 regulamenta o RCTR-C, efetivando a sua obrigatoriedade em todo o território nacional.

Seguro de Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário – Desvio de Carga (RCF-DC)

O RCF-DC é um seguro estabelecido para cobrir as perdas relativas ao roubo, desvio ou desaparecimento das cargas transportadas.

Apesar de não ser obrigatório, considerando a falta de segurança das estradas brasileiras e os constantes episódios de roubo de cargas, o RCF-DC é de extrema importância para as empresas.

A transportadora é a responsável pela contratação do RCF-DC, a qual deve ser precedida pela contratação do RCTR-C.

Carta DDR

A Carta DDR não é propriamente um tipo de seguro de transporte de carga.

Trata-se de um documento oficial gerado pela seguradora contratada no qual é feita a especificação de todos detalhes referentes aos riscos dispensados pelo direito de regresso, além da apresentação do Plano de Gerenciamento de Risco.

Na verdade, a Carta DDR determina que a seguradora não moverá uma ação judicial regressiva contra a transportadora caso ocorra um sinistro, diferentemente do que é permitido pela lei.

Plano de Gerenciamento de Riscos (PGR)

O PGR é o resultado de um processo de planejamento estratégico necessário para identificar e minimizar os riscos de danos aos veículos ou às mercadorias durante cada operação de transporte realizada.

No Brasil, o PGR tornou-se um serviço obrigatório para os segurados, tendo em vista os altos índices de roubo de cargas.

O PGR prevê o monitoramento em tempo real do veículo e da carga, além de estabelecer medidas para rápida solução de problemas em caso de sinistro.

Além dessas coberturas, também existe a possibilidade de contratar coberturas extras para o transporte de cargas, considerando as características específicas de cada mercadoria e os principais riscos aos quais as operações de transporte estão expostas.

O que o seguro pode cobrir além de danos aos veículos ou à carga?

Entre as coberturas adicionais de um seguro de transporte cargas, é possível incluir a proteção especial em casos de:

  • transporte frigorífico (cargas congeladas);
  • transporte de animais vivos e transporte de bovinos;
  • transporte de madeira;
  • transporte de carvão;
  • transporte de petróleo a granel;
  • risco de greve;
  • mudança no plano de rota e
  • destruição das mercadorias, entre outras coberturas específicas.

Também existe a possibilidade de contratar coberturas adicionais relativas às despesas com o transporte, ao valor do frete, aos lucros esperados com a comercialização dos produtos e aos a impostos devidos para o poder público municipal, estadual ou federal.

As empresas devem garantir ao máximo a redução de gastos. Uma vez que a logística no país é uma das mais caras do mundo, os danos causados por um acidente ou por uma ocorrência de roubo podem comprometer seriamente a saúde financeira dos negócios.

Nesse sentido, é preciso tomar alguns cuidados essenciais para garantir que a seguradora contratada faça um bom trabalho.

Como escolher o melhor seguro de transporte de carga?

Considerando a alta carga tributária imposta às operações de transporte de cargas no Brasil, a parceria com uma seguradora tem importância ainda mais estratégica.

O primeiro cuidado a ser tomado quanto à contratação de uma seguradora diz respeito ao conhecimento sobre as demandas específicas relacionadas ao tipo de mercadoria que será transportada, às exigências legais para as operações e aos riscos envolvidos no trajeto que será percorrido.

Entre os diversos planos oferecidos pelas seguradoras na atualidade, a empresa deve optar por aquele que melhor atenda às necessidades definidas previamente, no processo de planejamento estratégico.

Feita essa análise, é preciso avaliar o histórico de atuação da seguradora a ser contratada, procurando identificar falhas e potencialidades que ajudem na tomada de decisão.

Um desses diferenciais pode ser o serviço de consultoria para dar suporte aos processos gerenciais e operacionais do setor de logística da sua empresa.

Vantagens da orientação de um corretor especializado.

O acompanhamento de um corretor especializado em seguro de transporte de carga pode facilitar bastante a análise de todas as cláusulas do contrato, com o máximo de clareza e cautela.

De fato, o entendimento de todos os detalhes relacionados aos valores, às coberturas e aos recursos relacionados ao transporte das mercadorias é de extrema importância para todos os envolvidos no processo.

Nesse momento, é importante considerar as vantagens e os incentivos oferecidos pelas seguradoras, procurando um contrato que tenha diferenciais em relação às propostas da concorrência.

A partir de um planejamento estratégico bem realizado, que inclua a contratação de seguros nas estratégias elaboradas, a empresa poderá contornar os desafios do transporte de cargas.

Dessa forma, é possível diminuir os custos dos processos logísticos e promover bons resultados do negócio em curto, médio e longo prazos.


Veja Também